sexta-feira, 29 maio 2020

“Não agrade os ingratos, nem sirva aos folgados”

Precisamos parar de tentar agradar aos ingratos, de servir gente folgada, de nutrir amizades duvidosas, para que possamos percorrer somente os encontros verdadeiros.
Artigos de:

André J. Gomes

Jornalista de formação, publicitário de ofício, professor por desafio e escritor por amor à causa.

Lugar de mágoa é nos cotovelos. No coração a gente sente amor.

O coração é dos amantes e suas histórias. As mágoas e os ressentimentos, esses deixemos doer em paz lá embaixo, lá atrás. Nos cotovelos.

Não faça drama. Faça dar certo

Não ajuda fazer drama. É preciso fazer dar certo. É o único jeito. Para fazer dar certo o amor, a amizade, a família e a vida é preciso trabalhar. Tem de acreditar e pôr em prática.

A maior riqueza de duas pessoas é o que fica entre quatro paredes

Benditos sejam os amantes afeitos a exibir seu amor ao mundo, empurrar juntos o carrinho do supermercado, beijar em público, esperar a tardinha em sorveterias de bairro. Que sejam felizes como felizes estamos nós, que escolhemos o caminho inverso. Nem piores, nem melhores. Apenas e tão somente nós. O que é nosso, amor, por escolha nossa, há de ficar aqui.

Chega de príncipes encantados. A vida precisa é de sapos encantadores

Desista, moça. Conforme-se, amigo. Não existe príncipe encantado. Pelo menos não aqui, do lado de fora dos contos de fada, longe das novelas de TV, para além dos filmes de amor.

Valorize as pequenas alegrias. Um dia elas se tornam uma grande felicidade.

Alegria a gente não guarda no banco, não aplica na bolsa nem troca por bens de consumo. A gente leva no coração.

Regra de segurança número um: mantenha distância de quem vive perto de explodir.

Com todo o respeito, gente que estoura fácil me dá vontade de sair correndo. Não gosto, não.

Tem coisas que a gente não faz por mal. Faz por carência.

Quem nunca quebrou a própria cara nem partiu o coração de alguém sem querer, por carência, só para se sentir menos só por um instante?

Esconder nossas fragilidades só nos faz mais frágeis do que já somos.

Nada contra as outras qualidades que há no mundo, mas o que eu mais admiro e respeito em toda gente é a sua fragilidade.

Não existe amor certo na hora errada. Se existe amor, a hora é o que menos importa.

Penso em toda essa gente grande pontificando sobre "amor certo na hora errada" e me dou conta do quanto eu não acredito nessa história. Se tem amor, a hora é o que menos importa.