segunda-feira, 13 julho 2020

“Não agrade os ingratos, nem sirva aos folgados”

Precisamos parar de tentar agradar aos ingratos, de servir gente folgada, de nutrir amizades duvidosas, para que possamos percorrer somente os encontros verdadeiros.
Artigos de:

Erick Morais

"Um menestrel caminhando pelas ruas solitárias da vida." Contato: erickwmorais@hotmail.com

Eu sou um maluco beleza.

Eu sou um maluco beleza. Não gosto de fingimentos e relações por interesse. Tampouco ser ignorado ou tratado como um saco de batatas. Não tenho preço, por favor, não insistam

Seja inadequado, porque não se adequar a uma sociedade doente é uma virtude

Somos enjaulados em vidas superficiais e nos tornamos seres superficiais, totalmente desinteressantes, inclusive, para nós mesmos.

Porque é preciso cair para aprender a levantar voo

O fracasso, por meio da solidão, pode levar ao autoconhecimento, que nos permite conhecermo-nos melhor, pois muitas vezes é preciso ir até o subterrâneo para, então, saber o que precisamos fazer na superfície.

O amor é feito de oportunidades que só os corajosos aproveitam

Embora existam inúmeros fatores negativos ou que possam nos fazer desacreditar do amor e da possibilidade de ter alguém que possa ser importante, é preciso estar aberto às oportunidades que a vida lhe dá, pois, enquanto reclama, essa oportunidade pode estar batendo à sua porta sem que você a deixe entrar.

O medo de enxergar a verdade provoca a força da ignorância

“Por vezes as pessoas não querem ouvir a verdade, porque não desejam que as suas ilusões sejam destruídas. ” Nietzsche.

Olho por olho e acabaremos todos cegos

Rubem Alves dizia que todos nós queremos falar, mas ninguém quer ouvir. Percebo que essa incapacidade de escutar tem piorado com o passar do tempo.

Estamos todos numa multidão e numa solidão ao mesmo tempo

Em um mundo cada vez mais conectado, é de se estranhar a tamanha solidão que nos forma.

O mundo precisa de pessoas inúteis

De que me adianta viver sem poesia? A poesia é o que me faz diferente, é o que me torna único, é o que me faz sonhar e ter essa incessante vontade de dobrar a realidade.

Só há um luxo verdadeiro: as relações humanas

Estamos cada vez mais condicionados a uma vida voltada para o consumo, em que há uma desvalorização por completo do ser, uma vez que nesse jogo a única coisa que importa é o "ter". Desse modo, passamos a vida acumulando coisas, embora, tenhamos vidas vazias, solitárias e desprovidas de amor.