Autor - Francine Camargo

Francine Camargo

Sou uma menina já crescida, com alma aérea e sonhos idosos. Ainda não aprendi a ser quem eu sou, mas trabalho nisso a cada segundo. Quando me decepciono, recrio, reinvento a mim mesma. Talvez hora ou outra eu acerte, talvez seja assim, algo assim sem certeza.

Crônicas, contos e poesias

Todos temos aquele amigo

Amigo dá muito sintoma no corpo: dor de barriga de tanto rir, choro compulsivo ou lágrima modesta (por qualquer motivo), sono arrasador durante o dia por passar a madrugada conversando, dor na cabeça de tanto pensar numa solução para o incômodo do outro.

Curta Caminhos no Facebook