Autor - Gustl Rosenkranz

Gustl RosenkranzBlogueiro. "Escrevo sem luvas porque tocar é importante".

Família

A sogra, a nora e o banco do carona

Eu nunca entendi essa coisa de gente fazendo questão de se sentar no banco da frente de um carro, como se fosse algo especial, como se isso aumentasse a importância da pessoa. No fundo, isso para mim é sinal de imaturidade e mesmo de burrice, já que sentar no banco do carona é até mais perigoso que sentar no banco de trás.

Cotidiano

Por que pobre que deixa de ser pobre gosta de pisar em pobre?

Já é incompreensível ver gente rica de muito tempo tratando pobre como gente de segunda categoria, numa desumanidade que assusta. Isso já é difícil de entender, mas, agora, ver gente que conheceu a pobreza se vestindo de arrogância e prepotência para se achar melhor que outros que (ainda) não conseguiram sair da pobreza é que não dá para entender mesmo.

Caminhos no Facebook