quarta-feira, 12 agosto 2020

“Não agrade os ingratos, nem sirva aos folgados”

Precisamos parar de tentar agradar aos ingratos, de servir gente folgada, de nutrir amizades duvidosas, para que possamos percorrer somente os encontros verdadeiros.
Início Comportamento Desejar renovação no Ano Novo faz parte do show, mas não leva a nada

Desejar renovação no Ano Novo faz parte do show, mas não leva a nada

- Caminhos recomenda -

Por Gustl Rosenkranz

Acabaram-se as festas de fim de ano, presentes foram comprados, dados e trocados, a barriga foi entupida de comida, a consciência foi regada por muito álcool e queimamos dinheiro com fogos e barulho. Agora vem a arrumação da bagunça e a remoção do lixo nas ruas e a vida, aos poucos, volta ao “normal”.

E, como em todo ano que começa, almejamos renovação e mudança, mesmo que se perceba que todo ano começa sempre igual ou parecido: ressaca da festa de Ano Novo, conta vazia no banco e prestações a pagar por causa dos gastos festivos, conflitos familiares antigos que voltaram à tona na ceia de Natal e alguns quilos para emagrecer ou um distúrbio digestivo para tratar.

Mas não é errado desejar que as coisas mudem. Esse desejo é sempre bom! Mas ele só resulta em real transformação se for verdadeiro e não unicamente condicionado por hábitos e tradições, sem profunda consistência, desejando-se tudo diferente, mas voltando logo à rotina e fazendo tudo (ou quase tudo) do mesmo jeito que fazia antes, assim que o ano começa.

O desejo de renovação só transforma quando se entende que essas mudanças precisam vir de dentro para fora, independente do que outras pessoas esperam, do calendário ou porque é comum desejar mudanças no fim de ano. Só traz alguma coisa quando se entende que momento de mudança é todo dia e qualquer hora, num constante e intenso trabalho consigo mesmo e não só no Ano Novo.

- Publicidade -

Mudar a si mesmo é um processo demorado e um trabalho árduo, mas é gratificante quando vivemos isso com disciplina e clara perseverança e não só falamos que queremos mudar, mas sem atitudes consequentes.

Deseje fortemente suas mudanças, mas as deseje todos os dias. Ou as deseje festivamente só por causa do final do ano, mas então aceite que esse „desejozinho” não faz mesmo sentido, ele só faz parte do show.

Assim, desejo-lhe, de todo coração, um bom ano de 2018, mas também uma reflexão constante e uma renovação diária, do dia 1.° de janeiro até 31 de dezembro deste ano e de todos anos seguintes.

Boa renovação!

 

- Publicidade -

A autora/o autor:

Avatar
Gustl Rosenkranzhttps://gustl-rosenkranz.de/
Blogueiro apaixonado por palavras, viciado em escrever, sem luvas, tocando no assunto, porque gosta e porque precisa.
Comente via Facebook

Latest Posts

Muitos sobreviverão à Covid 19, mas permanecerão mortos por dentro

Muitos sobreviverão à Covid 19, mas permanecerão mortos por dentro. E o pior é que teste médico algum é capaz de diagnosticar isso.

Ser gay é falta de gás carbônico

A teoria de que para ser gay nasta respirar pouco gás carbônico, com exemplos concretos e muita ironia. Vale a pena a leitura, mais ainda a reflexão.

Fique com alguém que você aceite. Ninguém muda ninguém.

Aceitar não quer dizer que você deve ser permissivo com aquilo que te faz mal. Significa que você deve analisar bem aquilo...