terça-feira, 11 agosto 2020

“Não agrade os ingratos, nem sirva aos folgados”

Precisamos parar de tentar agradar aos ingratos, de servir gente folgada, de nutrir amizades duvidosas, para que possamos percorrer somente os encontros verdadeiros.
Início Cotidiano O dia que não terminou

O dia que não terminou

- Caminhos recomenda -

Por Samira Sade

Já fui confrontada com o fim diversas vezes. Fui ao fundo do poço. E voltei.

Descobri coisas que eu nunca imaginava. Coisas sombrias, talvez. Meus medos mais assustadores. A morte propriamente dita.

O fim como a escuridão escondida nas profundezas de uma alma que dói e clama por liberdade. O fim de uma vida que você nunca viveu. O vazio. O coração partido. A saudade. E tudo acaba em lágrimas e solitude.

- Publicidade -

O pulsar de cada batida cessa, o sangue que corre nas veias paralisa e a pele pálida congela. As borboletas no estômago já não existem mais. Os sorrisos e alegrias foram por água abaixo e tudo agora se resume ao pó.

Num dia cinza e chuvoso, os ossos são quebrados e anseiam sair por suas costelas como se ali tivesse um zíper. Só há dor. Você só quer gritar. Mas não consegue! As pessoas lhe dão pânico. Agem tão imprevisíveis e nunca fazem algo de bom. De nada lhe acrescentam, não perca tempo.

Sua visão de mundo lhe transtorna e você se pergunta quando o Universo irá conspirar ao seu favor. Algemas lhe prendem e você está totalmente intacta. Seria isso a perfeição?

A corda está pronta. A carta foi feita. Ninguém se importa. Remédios ou overdose, pular de um prédio ou apenas puxar o gatilho. O coelho já havia avisado o atraso. As histórias e contos de fadas não são reias. É tudo macabro. E por fim, um dia o tempo acaba. O relógio bate meia-noite. O encanto vira feitiço. O príncipe se transforma em sapo. O sonho termina.

Dura realidade e mundo hipócrita. Tão injusto! Você não quer acordar. Nada é pra sempre. Fechem as cortinas, pois ela está fadada a descansar profundamente em seu leito. Chega de tormentos. Ela agora é o pôr-do-sol. Não quer flores. Não quer nada.

Enfim a morte a presenteia, matando toda a sua dor. De uma só vez. Para que reviva e brote amor. Mesmo o amor tendo a machucado. Ela só não quer ser confrontada com o fim de novo. Precisa respirar. Desfazer do seu cigarro e da sua bebida.

Ela é completa. Só lhe falta coragem. Pois o fim chega para todos. A morte não falha. Então que viva. Mesmo no caos. Mesmo na dor. Apenas viva. Viver não lhe mata. Mas infelizmente viver é tudo que precisamos para sermos confrontados com o fim…


Blog Despertar Profundo de Samira Sade


- Publicidade -

A autora/o autor:

Comente via Facebook

Latest Posts

Muitos sobreviverão à Covid 19, mas permanecerão mortos por dentro

Muitos sobreviverão à Covid 19, mas permanecerão mortos por dentro. E o pior é que teste médico algum é capaz de diagnosticar isso.

Ser gay é falta de gás carbônico

A teoria de que para ser gay nasta respirar pouco gás carbônico, com exemplos concretos e muita ironia. Vale a pena a leitura, mais ainda a reflexão.

Fique com alguém que você aceite. Ninguém muda ninguém.

Aceitar não quer dizer que você deve ser permissivo com aquilo que te faz mal. Significa que você deve analisar bem aquilo...