Contioutra
Crônicas, contos e poesias Literatura

»O avô e o neto« – Um conto dos Irmãos Grimm

»O avô e o neto« - Um conto dos Irmãos Grimm
Uma parábola que traz uma grande lição de vida.

Era vez um homem de idade já muito avançada, os olhos já não viam bem, os ouvidos eram surdos
e os joelhos tremiam.

Ele se sentou na mesa para comer e mal conseguiu segurar a colher, derramou sopa na toalha
e um pouco escorreu também de sua boca.

Seu filho e sua esposa sentiram nojo, e, por isso, teve logo o avô de sentar em um canto atrás do fogão,
onde lhe davam de comer numa tigelinha de barro, que nem sequer a fome matava. Triste, ele olhou para a mesa e seus olhos umedeceram.

Certa vez, suas mãos trêmulas não conseguiram segurar a tigelinha, que caiu e se quebrou. A nora berrou, mas ele nada disse, só suspirou.

Compraram-lhe então por alguns tostões uma tigelinha de madeira, que dali agora ele tinha de comer.

Lá estavam eles sentados um dia, quando o neto de quatro anos juntava no chão pequenos pedaços de madeira.

»O que está fazendo?« perguntou o pai.

»Estou fazendo uma tigelinha«, respondeu o menino, »daqui comerão papai e mamãe quando eu crescer.«

Homem e mulher se olharam e começaram a chorar. Logo buscaram o avô de volta para a mesa, onde, de agora em diante, podia comer, e ninguém mais reclamava quando algo derramava.

Traduzido do alemão »Der alte Großvater und der Enkel« de Jacob e Wilhelm Grimm

Curta Caminhos no Facebook

Você gosta de escrever? Seja um colaborador do site!
Clique aqui para mais informações


Escreva um comentário

Clique aqui para postar um comentário

Curta Caminhos no Facebook

1.5K