Palavras agradáveis são como favo de mel: doces para a alma e medicina para o corpo
Cotidiano

Palavras agradáveis são como favo de mel: doces para a alma e medicina para o corpo

Expressar-se com gentileza é um belo jeito de demonstrar que se sabe conviver com as diferenças e que admira essa condição. Por isso, não tenha reservas quando o assunto for palavras gentis.

Quem não gosta de ouvir palavras gentis e delicadas?

Por mais durona que a pessoa seja, ela sempre vai se derreter ao ouvir um elogio sincero.

Expressar-se com gentileza é um belo jeito de demonstrar que se sabe conviver com as diferenças e que admira essa condição. Por isso, não tenha reservas quando o assunto for palavras gentis (desde que sejam sinceras).

Elogios, palavras de incentivo, de amizade, são uma alegria para quem as recebe e pode até mesmo transformar o dia de alguém. Talvez seja disso que essa pessoa esteja precisando para dar a volta por cima em alguma situação pesarosa.

Mais que ofertar flores e chocolates… é preciso ter palavras que demonstrem o quanto aquela pessoinha que você está tentando agradar, é importante e especial.

Palavras marcam profundamente. Algumas jamais serão apagadas, seja para o bem, seja para mal. Por isso é sempre importante medir o peso que elas têm. Se as palavras forem negativas, e mesmo que se peça desculpas por tê-las dito, um dia voltarão à tona, quando outro conflito acontecer, e a relação será repensada, seja de qual tipo for.

Nunca mais, alguém que foi ofendido verbalmente, olhará com os mesmos olhos para seu agressor.

Por isso é tão importante pensar bem antes de falar. Principalmente se os ânimos estiverem exaltados. Se for possível nem fale nesses momentos. O silêncio é sempre uma resposta inteligente quando não existem palavras que traduzam o que se está sentindo; demonstra prudência e autocontrole, e isso conta muito a favor de alguém.

Lembre-se do provérbio antigo: “EM BOCA FECHADA NÃO ENTRA MOSQUITO”. Neste pequeno dito popular, encontra-se uma valiosa verdade.

Esqueça aquela expressão que se usa por aí, que classifica como sendo “positiva” uma pessoa que diz tudo o que lhe vem à mente. Dizer grosserias não é ser positivo, é ser mal educado. E não tem nenhuma beleza nisso. Muito pelo contrário.

Se for pra ser positivo, repense seus conceitos. Diga palavras agradáveis, que façam felizes quem as estiver ouvindo. Ser positivo é deixar as pessoas lisonjeadas, agradecidas, admiradas com sua educação. Seja capaz de usar bem suas palavras. Uma pessoa positiva é capaz de conjugar bem os verbos respeitar, elogiar, agradar, amar!

Agindo assim, você não precisará mais engolir moscas, nem sapos. E os bons relacionamentos ficam garantidos!

Sobre o autor/a autora

Alessandra Piassarollo
Alessandra Piassarollo

Administradora por profissão, decidiu administrar a própria casa e o cuidado com suas duas filhas, frutos de um casamento feliz. Observadora do comportamento alheio, usa a escrita como forma de expressar as interpretações que faz do mundo à sua volta. Mantém acessa a esperança nas pessoas e em dias melhores, sempre!

Escreva um comentário

Clique aqui para postar um comentário

Curta Caminhos no Facebook