Início Pelo mundo Viajar inspira. Viajar liberta.

Viajar inspira. Viajar liberta.

Viajar não vai solucionar todos os problemas de sua vida. De forma alguma! Mas sair de casa, ver o mundo tão grande lá fora e conhecer pessoas e culturas é uma forma maravilhosa de ver a vida com outros olhos, de crescer, criar novos vínculos e dar chance a novas oportunidades.

Muito se fala sobre os benefícios de viajar, de sair de sua zona de conforto. De como viagens podem acordar novas versões de você mesmo ao ver algo diferente, ao ser confrontado com culturas distintas e perrengues estrangeiros. De como existe a possibilidade de que viagens possam abrir os nossos olhos para as diversas possibilidades que nossas vidas podem ter.

Viajar
Viajar faz você sair de sua zona de conforto

Não me refiro àquelas viagens em que você checa os principais locais turísticos, tira uma foto bacana para o Instagram e vai embora. Não. Não mesmo! Estou falando daquelas viagens em que você se permite interagir com as pessoas locais, que se deixa aventurar, que você se dá tempo para se perder nos labirintos de novas possibilidades. Quando você até dá espaço para a espontaneidade e a falta de planejamento. Estou falando que às vezes você pode se perder para se encontrar numa viagem mais profunda que o constante click click click da sua câmera lhe permite. E, é claro, tudo isso ganha em profundidade quando vivemos por um tempo no exterior.

Em certos momentos em nossas vidas, nos sentimos numa encruzilhada. Todos nós passamos por dilemas, momentos em que precisamos escolher a direção que queremos seguir. Pode ser que estejamos passando por um momento difícil profissionalmente, mas tenhamos medo de pedir demissão com medo do que o futuro trará. Ou não temos mais certeza do amor num relacionamento, de como agir diante de problemas familiares, ou até quando nós – ou pessoas amadas – enfrentam uma doença. A vida é imprevisível, mas nós sabemos que dilemas e dificuldades estarão sempre batendo na nossa porta.

Quando estamos imersos nesses problemas, é como se nós estivéssemos nos afogando, nos debatendo por ar, sem conseguir pensar em como agir. Queremos ter a claridade da superfície. E nada melhor para conseguir atravessar a encruzilhada e decidir que caminho seguir quando tomamos distância de todos os problemas. Quando podemos pensar com claridade, e ver o mundo com outros olhos.

Viajar com esse intuito pode ser algo inspirador, fiel à frase um tanto clichê de que “às vezes, é preciso se perder para se encontrar”. E quando estou falando de viagens, pode ser para qualquer lugar. Talvez um lugar que você sempre teve vontade de ir, que você sempre sonhou. Aquele lugar que seu coração chama. Ou pode ser para a cidade vizinha.

viajar

Recentemente li um livro com essa premissa, chamado Ventos Nômades. Em princípio, achei que eram apenas relatos de viagens, mas não. Ledo engano! São histórias de pessoas que estão numa encruzilhada, que sofrem com dilemas pessoais, e quando caem no mundo conseguem alcançar a claridade que tanto almejavam. É uma obra inspiradora, para aqueles que desejam sair da sua zona de conforto, que precisam se perder no mundo para encontrar a essência de si mesmos.

Isso não quer dizer que viajar – ou morar fora – vai solucionar todos os problemas de sua vida. De forma alguma! Mas sair de casa, ver o mundo tão grande lá fora, conhecer pessoas e outras culturas, etc., é uma forma maravilhosa de ver a vida com outros olhos. De crescer, criar novos vínculos e dar chance a novas oportunidades.

Então, está preparado para a sua próxima viagem?

Comente via Facebook
Avatar
Gustl Rosenkranzhttps://gustl-rosenkranz.de/
Blogueiro apaixonado por palavras, viciado em escrever, sem luvas, tocando no assunto, porque gosta e porque precisa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Conecte-se!

Siga a página de Caminhos no Facebook e acompanhe as publicações do site.

Comente via Facebook