Contioutra
Mundo animal

Por que meu cachorro é agressivo?

Por que meu cachorro é agressivo?
Muita gente sofre por causa do comportamento agressivo de seu cão. Aqui algumas dicas que talvez possam ajudar a entender e resolver o problema.

Não é da natureza de cães serem agressivos. Eles são animais extremamente sociais e normalmente resolvem seus problemas sem agredir ninguém (muitos dos comportamentos que nós humanos enquadramos como agressivos não o são – por exemplo, achamos que um cão está sendo agressivo quando ele só tem “uma conversa séria” com outro cachorro). Quando um cão fica agressivo, rosnando, atacando e até mesmo mordendo outros cães ou gente, há um motivo para isso. Descobrir esse motivo é essencial para resolver o problema, já que a agressividade desaparece quando o motivo deixa de existir. Veja as seguintes possibilidades:

1. Medo

Este é uma das principais causas de comportamento agressivo de cães. Reagir agressivo quando se está com medo é algo muito comum no reino animal. Muitas vezes, nós humanos nem percebemos que animal tem medo e o taxamos simplesmente de agressivo. Portanto, é importante pensar sempre também nessa possibilidade, mesmo que você não tenha a impressão de que o cão está com medo de alguém ou alguma coisa.

Esse medo é muitas vezes difícil de ser percebido porque o medo do cachorro pode ter sido condicionado por experiências do passado, bastando que surja uma situação parecida com algo desagradável que ele já viveu e você talvez nem saiba. Veja só um exemplo:

Uma mulher adotou um cão adulto, que foi anteriormente muito maltratado por humanos. Havia um homem que primeiro gritava com ele para depois bater. Ou seja, o cachorro já ficava com medo da surra quando o sujeito gritava. Pois bem, um dia a mulher recebeu a visita de um casal. O homem era uma pessoa boa, que adorava animais, mas que costumava falar e rir alto, muito alto, muitas vezes quase gritando. Ele entrou na casa com „o trombone“ ligado, falando como costumava falar. Ao ver o cachorro, ele se aproximou do bicho e levou uma mordida na mão. A mulher ficou desesperada, pediu desculpas, disse que o cachorro até então não tinha sido agressivo com ninguém e que ela não estava entendo aquilo. Só mais tarde, com ajuda de um amigo que entendia bastante de cachorros, ela descobriu que o animal mordeu o homem porque ele havia gritado. Nesse momento, o cão se recordou do sofrimento no passado, imaginou que depois do grito viria a pancada e, quando o homem se aproximou, simplesmente mordeu. Por medo.

O caminho aqui é observar o animal, tentar conhecer sua história antes de ter sido adotado e tentar mudar o comportamento do animal, descondicionando seu medo. E entender que você, como líder da „matilha“, como „o chefe“ de seu cachorro, deve passar para ele um sentimento de segurança, o que seria requisito para que possa ir perdendo seu medo aos poucos.

2. Defesa/proteção

Como dito, cães são animais bastante sociais. Para um cão, o bem-estar do grupo (da matilha/da família) é extremamente importante e ele fará de tudo para protegê-lo se acreditar que há uma ameaça.

Aqui a solução é você verificar seu próprio comportamento. Muitas vezes, é sua insegurança, seu medo ou sua agressividade (por exemplo, diante de alguém que acaba de chegar em sua casa) que serve de sinal para o cachorro de que há ameaça no ar. Sem nem perceber, você mesmo sinaliza ao animal que há algo de errado e que você precisa de proteção. E então ele fica agressivo na intenção de lhe proteger.

Repare que isso pode também ocorrer com pessoas da própria família. Se uma criança, por exemplo, sentir medo de um irmão ou irmã durante uma brincadeira, pode ocorrer do cachorro ficar agressivo por acreditar que tem que proteger essa criança.

Saiba (ou recorde-se) que seu cachorro percebe suas emoções e sua energia e se orienta por elas. E não adianta tentar disfarçar. Ele perceberá assim mesmo.

É essencial dar uma boa observada em sua postura como líder da “matilha”. Um bom líder não só dá ordens ao seu cachorro, como passa também para o animal um sentimento de segurança e de que ele, como líder, tem tudo sobe controle. Mas se você, ao invés disso, mostrar-se inseguro e sem controle da situação, pode ter certeza de que o cão tomará suas providências, na melhor das intenções, mesmo que termine se comportando de uma forma indesejada por você. Se ele achar que há uma ameaça no ar, ele vai reagir, pois vê isso, digamos, como sua obrigação.

Por que meu cachorro é agressivo?

3. Dominância

 Também aqui vale: é necessário ser um bom líder e entender a estrutura social de matilhas. Repetindo: o bem-estar do grupo é essencial para um cachorro. E para ele uma matilha precisa de uma hierarquia clara para funcionar. Portanto, para seu cão, a matilha tem que ter um „chefe“. Não há outra opção. Se ninguém assumir a liderança, ele tentará fazê-lo e tentará impor sua dominância aos outros membros da matilha, inclusive você.

Aqui ajuda ter uma postura clara, assumir a liderança da matilha e não dar ao cão o sentimento de que ele precisa fazer isso por haver uma vacância na liderança.

Cachorros excessivamente paparicados, com excesso de liberdade e liderados por humanos inconsequentes, que não mantêm uma linha clara e mudam as regras constantemente, tendem a querer assumir uma postura dominante, não por maldade, mas por achar que a matilha não está sendo bem liderada.

4. Condicionamento para a agressividade

Há cachorros que aprendem dos humanos que devem ser agressivos. Muita gente vê ainda cães como “guardas” para suas propriedades e como animais que devem agredir quem chegar perto ou entrar sem autorização. Um cão que aprendeu isso durante anos vai continuar a se comportar assim, até aprender que esse comportamento é indesejado e ser recondicionado, o que nem sempre é fácil, sendo talvez necessário consultar um profissional da área.

5. Enfermidade

Um cachorro com um problema de saúde, sentindo dores, pode ficar agressivo, principalmente quando alguém tenta tocar nele. Caso não seja constatado outro motivo para a agressividade do animal, seria recomendável procurar um veterinário e fazer um check-up.


Como você pode ver, sua postura como líder da matilha e seus conhecimentos sobre cachorros são a base para ter um bom relacionamento com seu animal. E se você tem um cachorro „agressivo“, tente descobrir o motivo e eliminá-lo. Se tiver dificuldades ou se não achar que tem as habilidades necessárias para tal, busque ajuda profissional.

Muito importante: não use de violência para tentar mudar o comportamento agressivo de seu cão. Reprimir qualquer comportamento do cachorro com violência só serviria para que ele ficasse com medo de você. Um bom líder quer a amizade e o respeito do cachorro, formando com ele uma boa equipe. Ele jamais gostaria que seu cachorro o obedecesse por medo.

 

Leia também:

Nunca deixe um cachorro sozinho por muito tempo, pois ele sofre. E muito!

Nunca deixe um cachorro sozinho por muito tempo, pois ele sofre. E muito!

Deixar um cachorro sozinho por muito tempo é uma das piores formas de maltratá-lo, pois ele normalmente não tem constituição psíquica para isso.

 

Gostou? Compartilhe! Obrigado 🙂

Curta Caminhos no Facebook

Você gosta de escrever? Seja um colaborador do site!
Clique aqui para mais informações


Escreva um comentário

Clique aqui para postar um comentário


Curta Caminhos no Facebook