sexta-feira, 29 maio 2020

“Não agrade os ingratos, nem sirva aos folgados”

Precisamos parar de tentar agradar aos ingratos, de servir gente folgada, de nutrir amizades duvidosas, para que possamos percorrer somente os encontros verdadeiros.
Início Psicologia 6 coisas que você precisa saber sobre suicídio

6 coisas que você precisa saber sobre suicídio

- Caminhos recomenda -

Quando o assunto é algo delicado como o suicídio, é normal que surjam diversas dúvidas e tabus. Assim, na lista abaixo, reunimos seis aspectos importantes referentes ao tema.

6 coisas que você precisa saber sobre suicídio:

1. Segundo a OMS, o número de mortes por suicídio, em termos globais, para o ano de 2003 girou em torno de 900 mil pessoas, e, para cada suicídio, há, em média, 5 ou 6 pessoas próximas ao falecido que sofrem consequências emocionais, sociais e econômicas;

2. Os registros oficiais sobre tentativas de suicídio são mais escassos e menos confiáveis do que os de suicídio. Estima-se que o número de tentativas de suicídio supere o número de suicídios em pelo menos dez vezes;

3. Os principais fatores de risco para o suicídio são: história de tentativa de suicídio; transtorno mental;

- Publicidade -

4. A maioria das pessoas com ideias de morte comunica seus pensamentos e intenções suicidas. Elas, frequentemente, dão sinais e fazem comentários sobre “querer morrer”, “sentimento de não valer pra nada”, e assim por diante. Estima-se que pelo menos dois terços das pessoas que tentam ou que cometem suicídio haviam comunicado de alguma maneira sua intenção para amigos, familiares ou conhecidos;

5. A ideia de que os profissionais da saúde mental não podem questionar os pacientes sobre a existência de intenções suicidas pois assim os estariam induzindo a isso é equivocada: é importante que se converse sobre isso de modo franco e sensato;

6. O suicídio não é um ato de covardia (ou de coragem) como muitos o caracterizam; ele é uma ação auto-inflingida resultante de uma dor psíquica insuportável.

A lista foi elaborada com base em dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Manual de Prevenção do Suicídio, do Ministério da Saúde.

- Publicidade -

A autora/o autor:

Patrícia Pinheiro
Patrícia Pinheiro
Gaúcha e estudante de Psicologia. É escritora e revisora de textos na Sociedade Racionalista, colunista do CONTI outra, Fãs da Psicanálise, Caminhos e Inspiring Life e escreve, ainda, para o Blogueiras Feministas; Brasil Post; Benfazeja; Psiconline Brasil e Puta Letra. É feminista, apaixonada por moda e assumidamente viciada em filmes e séries. Ainda irá viver da escrita.
Comente via Facebook

Latest Posts

Muitos sobreviverão à Covid 19, mas permanecerão mortos por dentro

Muitos sobreviverão à Covid 19, mas permanecerão mortos por dentro. E o pior é que teste médico algum é capaz de diagnosticar isso.

Ser gay é falta de gás carbônico

A teoria de que para ser gay nasta respirar pouco gás carbônico, com exemplos concretos e muita ironia. Vale a pena a leitura, mais ainda a reflexão.

Fique com alguém que você aceite. Ninguém muda ninguém.

Aceitar não quer dizer que você deve ser permissivo com aquilo que te faz mal. Significa que você deve analisar bem aquilo...