quarta-feira, 12 agosto 2020

“Não agrade os ingratos, nem sirva aos folgados”

Precisamos parar de tentar agradar aos ingratos, de servir gente folgada, de nutrir amizades duvidosas, para que possamos percorrer somente os encontros verdadeiros.
Início Relacionamentos Quando o encanto vai embora, o amor vai junto com ele

Quando o encanto vai embora, o amor vai junto com ele

- Caminhos recomenda -
Por Alessandra Piassarollo

Quando nos interessamos por alguém, nossos olhos se enamoram, soltam fogos e corações. A partir daí surge um sentimento lindo, nobre e delicioso. Mas não é amor, esteja consciente. Não ainda. É o encanto. Porque primeiro nos encantamos por uma pessoa e só depois a amamos. É o encanto que inspeciona o terreno e escolhe a quem amaremos no futuro.

Os dois têm uma parceria forte e são inseparáveis. E o amor confia plenamente nos vereditos do outro. Aquele estágio lindo, pré-amor, é o momento em que o encantamento está sendo medido e a permissão está sendo dada.

O encanto é guarita, mas, se permitir que o amor prossiga, a vida se torna uma autoestrada, sem limites para amar.

Bom, acontece que até aqui tratamos da parte mais bonita do relacionamento.  A mágica deste começo é, por certo, uma das épocas mais felizes e iluminadas da vida de quem encantou e se deixou encantar. Tudo parece estar nos conformes, tudo em seu devido lugar. As palavras são gentis, os gestos carinhosos, as mãos andam acompanhadas, os olhares têm destino certo, o coração acelera para fazer bem o seu papel de apaixonado.

- Publicidade -


Mas conforme o tempo avança corre-se um grande risco.  O risco de o encanto desaparecer. É necessário muito, muito cuidado e muito jeitinho pra isso não acontecer.  Talvez seja necessária uma atenção extra pra não acontecer.

Lamentavelmente, nem todos têm prestado atenção neste item de primeira necessidade nos relacionamentos. Prova disso é grande quantidade de laços amorosos que temos vistos serem desfeitos todos os dias, em todos os cantos.

A displicência é o que tem contribuído para a elevação desses índices. Quando se deixa de continuar o processo de encantamento, de conquista, ele vai desaparecendo. E, ainda que isso ocorra lentamente, o encanto não sobrevive onde deixa de ser bem cuidado.

Tem gente que só se dá conta quando o encanto não está mais lá. Nem percebeu que ele estava sendo perdido em meio aos desinteresses, às desatenções e à falta de cuidado.

Lembremo-nos de que encanto e amor são inseparáveis.

Se você está feliz com o relacionamento que está vivendo, atente-se a ele e cerque-o de cuidados. Se o encanto partir, o amor fará suas malas e não ficará, nem por decreto. Partirá também. Não existe relacionamento capaz de sobreviver a essas mudanças.

Portanto, sejamos bons anfitriões! O encanto e o amor são hóspedes que nenhum relacionamento pode ou deve perder.

- Publicidade -

A autora/o autor:

Alessandra Piassarollo
Alessandra Piassarollohttps://www.facebook.com/paginapalavrabonita/
Administradora por profissão, decidiu administrar a própria casa e o cuidado com suas duas filhas, frutos de um casamento feliz. Observadora do comportamento alheio, usa a escrita como forma de expressar as interpretações que faz do mundo à sua volta. Mantém acessa a esperança nas pessoas e em dias melhores, sempre!
Comente via Facebook

Latest Posts

Muitos sobreviverão à Covid 19, mas permanecerão mortos por dentro

Muitos sobreviverão à Covid 19, mas permanecerão mortos por dentro. E o pior é que teste médico algum é capaz de diagnosticar isso.

Ser gay é falta de gás carbônico

A teoria de que para ser gay nasta respirar pouco gás carbônico, com exemplos concretos e muita ironia. Vale a pena a leitura, mais ainda a reflexão.

Fique com alguém que você aceite. Ninguém muda ninguém.

Aceitar não quer dizer que você deve ser permissivo com aquilo que te faz mal. Significa que você deve analisar bem aquilo...