Tag:Casais

Difícil é amar o outro quando as coisas não vão bem

Difícil é amar quando as coisas não vão bem, quando o outro está indisposto e hoje não conseguiu nem te desejar um bom dia porque não dormiu muito bem a noite e a semana não está sendo das melhores.

Talvez a gente se esbarre e se conheça de novo com o olhar mais maduro e o coração mais decidido

Eu achava que, aos poucos, a gente morria de amor, depois do fim, depois da despedida, mas não, ninguém morre.

A maior riqueza de duas pessoas é o que fica entre quatro paredes

Benditos sejam os amantes afeitos a exibir seu amor ao mundo, empurrar juntos o carrinho do supermercado, beijar em público, esperar a tardinha em sorveterias de bairro. Que sejam felizes como felizes estamos nós, que escolhemos o caminho inverso. Nem piores, nem melhores. Apenas e tão somente nós. O que é nosso, amor, por escolha nossa, há de ficar aqui.

Não aceite migalhas. Alguém vai te amar da forma que você merece.

Não aceite um amor pela metade, não aceite migalhas. Vejo muita gente se contentando com pouco, achando que aquilo é suficiente. Quanta gente infeliz, em um relacionamento, por medo de ficar sozinho.

Quem ama comete loucuras

"Amar é preciso, porque viver é preciso. Vivemos melhor e mais felizes quando amamos, quando compartilhamos sonhos, sentimentos e bagagem com quem é sincero e admira tudo o que temos, somos e queremos. Tornamo-nos mais reais e seguros quando estamos certos de que alguém está ali do nosso lado, torcendo por nós e pronto para amparar as nossas quedas."

Marinalva e o Santo Casamenteiro

Marinalva foi à igreja pedir a Santo Antônio que a ajudasse a achar seu grande amor e terminou encontrando o santo pessoalmente.

Não é beleza que procuramos em alguém, mas maturidade e responsabilidade.

A gente não está a procura de beleza, de rostos bonitos e corpos sarados. Queremos maturidade e responsabilidade, o que tem se tornado cada vez mais raro.

Liberte-se dos cafajestes de plantão

"Caso estejamos incertos quanto à qualidade do amor que devemos - e merecemos - receber, estaremos vulneráveis a nos entregar ao que não nos completa nem acrescenta. Dessa forma, acabaremos colocando para dentro de nossas vidas os cafajestes de plantão."

Conecte-se!

Siga a página de Caminhos no Facebook e acompanhe as publicações do site.