Tag:Maternidade

Por que as mães carregam todas as dores do mundo?

A dor que sentimos diante de qualquer desgraça que se abata sobre uma criança e seus familiares é tão lasciva que nos colocamos no lugar deles. Talvez seja por isso que identificamos facilmente as crianças ao nosso redor que estão precisando de alguma ajuda ou carinho, que somos prestativas com as mães que, por algum motivo, estão meio perdidas, que somos mais pacienciosas e solidárias.

O que eu vou ser quando meu filho crescer?

Depois de cumprirmos essa missão com êxito, nos sobrará o tempo, e seremos melhores em qualquer coisa que decidirmos fazer, pois depois da maternidade mudamos nosso olhar sobre o mundo, somos menos exigentes, mais gentis, persistentes e, sobretudo, mais fortes.

Para fazer um filho feliz, não é preciso ser supermãe

Para ser mãe, basta ser simplesmente mãe. Nenhuma mulher precisa ser uma supermãe para criar bem seu(s) filhos. Seja mãe e pronto!

A sorte de ter a mãe e a amiga na mesma mulher

Se eu não a tivesse como mãe, certamente a teria escolhido como amiga.

O dia em que ela partiu!

A mãe que resolveu não esperar mais para começar a ser feliz, largou tudo e foi embora de casa, deixando para trás sua vida antiga, mas sem saber o que o futuro lhe traria.

Bendita família, maldita família

Sobre a família, sobre o bem que ela nos faz, mas também sobre o mal e o sofrimento que ela nos pode trazer

Nem toda mãe é boa

Apesar do peso cultural e dos estereótipos historicamente transmitidos, nem toda mãe é boa, nem todo pai protege, nem todo amigo, marido ou esposa é fiel

Conecte-se!

Siga a página de Caminhos no Facebook e acompanhe as publicações do site.

Comente via Facebook