Tag:Romance

Difícil é amar o outro quando as coisas não vão bem

Difícil é amar quando as coisas não vão bem, quando o outro está indisposto e hoje não conseguiu nem te desejar um bom dia porque não dormiu muito bem a noite e a semana não está sendo das melhores.

A maior riqueza de duas pessoas é o que fica entre quatro paredes

Benditos sejam os amantes afeitos a exibir seu amor ao mundo, empurrar juntos o carrinho do supermercado, beijar em público, esperar a tardinha em sorveterias de bairro. Que sejam felizes como felizes estamos nós, que escolhemos o caminho inverso. Nem piores, nem melhores. Apenas e tão somente nós. O que é nosso, amor, por escolha nossa, há de ficar aqui.

Não aceite migalhas. Alguém vai te amar da forma que você merece.

Não aceite um amor pela metade, não aceite migalhas. Vejo muita gente se contentando com pouco, achando que aquilo é suficiente. Quanta gente infeliz, em um relacionamento, por medo de ficar sozinho.

Quando o encanto vai embora, o amor vai junto com ele

Se você está feliz com o relacionamento que está vivendo, atente-se a ele e cerque-o de cuidados. Se o encanto partir, o amor fará suas malas e não ficará, nem por decreto. Partirá também. Não existe relacionamento capaz de sobreviver a essas mudanças.

O amor é feito de oportunidades que só os corajosos aproveitam

Embora existam inúmeros fatores negativos ou que possam nos fazer desacreditar do amor e da possibilidade de ter alguém que possa ser importante, é preciso estar aberto às oportunidades que a vida lhe dá, pois, enquanto reclama, essa oportunidade pode estar batendo à sua porta sem que você a deixe entrar.

Quando o amor machuca…

Existem relacionamentos que podem ser chamados de tudo, menos de amorosos, visto estarem impregnados de violência - física e verbal -, de rancor, competição e castração.

Como dizer eu te amo, sem dizer EU TE AMO!

Talvez você escutou EU TE AMO hoje e nem tenha percebido!

Não se sinta trouxa por ter acreditado, infelizmente te disseram mentiras bem fantásticas

Já acreditei em tantas pessoas estranhas, em tantos santos do pau oco sem piedade alguma, em tantas promessas da boca para a fora, em tantos caminhos cheios de encruzilhadas. Já acreditei em despachos, mandingas e homens sapos. Já me perdi em romances e me achei perdida em um lençol de casal. A vida tem dessas coisas… já me senti trouxa, e não foi apenas uma vez.

Ao amor que foi e sempre será

Desejo apenas que não coloquemos metas e expectativas, que possamos viver o presente de forma intensa e verdadeira, seguindo nossos corações e buscando aperfeiçoamento e realização em tudo aquilo que almejarmos

Conecte-se!

Siga a página de Caminhos no Facebook e acompanhe as publicações do site.