Tag:Vida

Posso não saber para onde irei, mas sei bem para onde nunca mais voltarei

Não volte aos mesmos erros, ao lar desfeito, aos descaminhos, às promessas quebradas, ao relacionamento fracassado, aos amigos hipócritas, ao emprego desumano. Não abra mão daquilo que você é, daquilo em que acredita, ou ninguém reconhecerá a grandeza que possui dentro de si.

Declaração Universal dos Direitos Humanos

A Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH) é um documento marco na história dos direitos humanos. Elaborada por representantes de diferentes origens jurídicas e culturais de todas as regiões do mundo, a Declaração foi proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em Paris, em 10 de dezembro de 1948, por meio da Resolução 217 A (III) da Assembleia Geral como uma norma comum a ser alcançada por todos os povos e nações. Ela estabelece, pela primeira vez, a proteção universal dos direitos humanos.

A chave da sua felicidade está com você

Não fique rodando por aí, procurando com quem está a sua chave, nem tente descobrir um mapa que te leve até lá. Sua chave não foi perdida, a felicidade está ao seu alcance e ninguém a encontrará por você. Esta missão te pertence.

Ikigai e as ironias da vida

Nem todos somos capazes de encontrar o que os japoneses chamam de Ikigai, a plenitude entre paixão, profissão, missão e vocação, contudo, o charme (ou ironia) da vida se dá no fato que nada nos impede de ser um contador que ainda ama jogar futebol ou um porteiro que toca diariamente seu violino.

A vida sempre nos abre portas, mas teimamos em não entrar

Se prestássemos uma atenção maior a tudo o que nos rodeia e às pessoas que estão por perto, perceberíamos o tanto de chances que se encontram ali pertinho de nós todos os dias. Trata-se de oportunidades que as pessoas e os acontecimentos trazem consigo, carregando respostas, soluções e oportunidades aos nossos anseios, aos nossos questionamentos, às nossas dúvidas, porém, deixamos de enxergar o que muitas vezes é óbvio, por orgulho, preconceito ou ansiedade exagerada.

A vida é um fio fino e delicado. NÃO lhe faça nó!

Viver é fio para se desdobrar com cautela. Para não causar danos e nós desnecessários devemos ser zelosos, sem apressar seu desenrolar e dando tempo ao tempo, para que as coisas aconteçam devagar.

365 dias para se fazer histórias…

Um novo ano sempre nos promete um respirar melhor, porém temos que arregaçar as mangas e seguir um caminho. O simples despertar todas as manhãs já é o melhor presente que recebemos quando nossos olhos se abrem, basta apenas a vontade de viver e sorrir.

Se a vida é uma folha em branco, risque-a até a última gota de tinta da alma

"Se você não achar nada nos corredores, abra as portas”. Sempre há novas saídas, novas possibilidades, novas descobertas, novas tintas a serem experimentadas.

E quando a “lei do retorno” falha?

A “lei do retorno” falha, mas que nunca deixemos de acreditar em nós mesmos, no amigo que está ao lado, na providência divina, num amanhã melhor, pois estamos só de passagem.

Conecte-se!

Siga a página de Caminhos no Facebook e acompanhe as publicações do site.